Segurança de dados, LGPD e o Dia Nacional dos Direitos do Consumidor

4
min
Criado em:
March 15, 2022
Atualizado em:
4/23/2024

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais  (LGPD) é a garantia da segurança de dados quando você acessa a internet para ver um filme, comprar um curso ou ler e-mails.

Por isso, neste Dia Nacional dos Direitos do Consumidor, vamos falar sobre a LGPD, explicando como ela interfere nos diferentes setores e serviços, e qual sua relação com essa data. Principalmente, você vai receber dicas práticas da Indicium sobre a segurança de dados pessoais.

Depois de ler este texto, vai ficar mais fácil você garantir seus direitos.

Boa leitura! 😉

O que é LGPD?

LGPD é a sigla da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, aprovada em 14 de agosto de 2018 (Lei n° 13.709/2018). Ela legaliza, padroniza e protege o tratamento de dados pessoais.

Você sabe o que são dados pessoais?

Qualquer informação que identifique uma pessoa de forma direta ou não é um dado pessoal. É simples assim:

  • nome, RG, CPF;
  • gênero, data e local de nascimento;
  • telefone, endereço residencial, localização via GPS;
  • retrato em fotografia, prontuário de saúde, cartão bancário, renda, histórico de pagamentos, hábitos de consumo, preferências de lazer;
  • endereço de IP (protocolo da internet), cookies etc.

Segurança de dados, LGPD e Dia Nacional dos Direitos do Consumidor: qual a relação?

O matemático e especialista em ciência de dados Clive Humby descreveu os dados como sendo o novo petróleo. Essa máxima revela o valor de suas informações.

E à medida que fomos transformando dados pessoais em produtos, outro grande fenômeno ocorreu: o surgimento de consumidores 4.0. São pessoas que querem mais que  apenas o produto, elas querem uma boa experiência de compra, serviços personalizados e de qualidade, com agilidade e… segurança!

Ideologicamente, com a tecnologia evoluindo e a transformação digital acontecendo a um ritmo cada vez mais acelerado, espera-se que a LGPD e o CDC (Código de Defesa do Consumidor) caminhem juntos na exigência de transparência para o consentimento do uso de dados pessoais.

Sim, porque você e todas as pessoas têm total autonomia para escolher entre compartilhar ou não as suas informações. Então, se você precisar garantir seu direito à privacidade, sabe que pode seguramente recorrer a meios legais para isso.

Resumindo, os seus valiosos dados pessoais são protegidos por lei, e seu uso para fins comerciais, publicitários etc. precisa se adequar à nova legislação.

Para a segurança de dados na sua empresa: prevenção

Você tem responsabilidade pelas informações que recebe e compartilha, sejam relativas a sua área na empresa, outro setor ou a clientes externos. Por isso, deve sempre prezar pela segurança desses dados.

Com o advento do home office, sabemos que as tentativas de ataques cibernéticos para sequestro de dados aumentaram muito.

Então, queremos que você reflita: como agir no dia a dia de sua empresa de forma preventiva?

Aqui na Indicium, temos a Comissão Interna de Segurança da Informação (CISI) que mantém a empresa alinhada, seguindo as exigências da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

E para que você adote as melhores práticas em relação à segurança de dados, vamos compartilhar algumas dicas de ouro para protegê-los.

Segurança de dados: 6 dicas práticas da Indicium

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais  (LGPD) é a garantia da segurança de dados quando você acessa a internet para ver um filme, comprar um curso ou ler e-mails.

Mas você precisa fazer sua parte!

Por isso, aqui vão seis dicas simples à primeira vista, mas que dão manutenção à autonomia de suas informações e garantem a segurança dos dados da sua empresa, clientes, colaboradores etc.

Confira!

1) Não fale o nome de clientes ou repasse qualquer informação que identifique um projeto. Você pode se referir assim: "cliente do setor X”; "uma empresa de grande porte em que trabalhamos".

2) Use senhas fortes com letras e números, que não tenham relação com a pessoa usuária em si (você, no nosso exemplo). E, claro: ninguém mais deve saber a sua senha.

3) Nunca registre a opção de memorizar senhas em computadores que não sejam pessoais.

4) Utilize a autenticação de dois fatores, pois ela acrescenta um reforço na segurança para o processo de login na conta, exigindo uma confirmação de autenticação.

5) Confirme duas vezes o endereço de um site antes de fazer login com nome e senha, especialmente se a página inicial parecer diferente. Preste atenção: sites falsos às vezes têm URLs ligeiramente alteradas, como micrososft.com, e são muito semelhantes ao site real. Porém, são projetados para roubar dados ou instalar malware no computador.

6) Adote a política de mesas limpas e telas limpas, práticas de segurança da informação recomendadas para o local de trabalho a fim de se evitar a exposição de dados sensíveis e o comprometimento da informação. Nada confidencial deve ser deixado à vista, seja em papel ou na sua área de trabalho online.

A LGPD é uma realidade na sua empresa?

Para garantir a segurança de dados da sua empresa é preciso estar por dentro das principais atualizações nas legislações.

E como hoje é o Dia Nacional dos Direitos do Consumidor, ressaltamos a importância desse quesito e compartilhamos um pouco do que praticamos internamente.

A Indicium acredita que os dados são o presente e o futuro. E queremos ajudar você a proteger sua empresa. Por isso, a partir de hoje, mensalmente vamos compartilhar uma dica da nossa comissão interna para você cuidar melhor do seu petróleo digital.

Assine nossa newsletter e siga-nos por aqui para não perder!

Tags:
Data science
Analytics

Bianca Santos

Redatora

Fique por dentro do que acontece na Indicium, siga nossas redes:

Abra caminho para que sua organização lidere o mercado por décadas. Entre em contato.

Clique no botão, preencha o formulário e nossa equipe vai entrar em contato com você em breve.

Queremos ajudar colaborando em suas iniciativas de dados.